......................................................... POR UMA CPI NA MÍDIA
A CAIXA-PRETA DAS CAIXAS-PRETAS

 



09.05.2007
SINDICATO DOS PROFISSIONAIS DE EDUCAÇÃO PROTESTA CONTRA A PREFEITURA DO RIO

Por Redação - contato@fazendomedia.com

Reproduzimos abaixo nota oficial do Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação (Sepe) em repúdio à resolução 946 da Prefeitura do Rio, adotada sem discussão com pais, alunos, funcionários e professores. De acordo com o sindicato, na prática essa medida institui a aprovação automática dos alunos da rede municipal de ensino e dá margem para uma avaliação irreal dos estudantes, conforme a matéria No Rio não existe mais reprovação.

Nota oficial do Sepe sobre a aprovação automática da prefeitura do Rio

A população da cidade do Rio de Janeiro tem que saber: no dia 27 de abril, a secretária Municipal de Educação, Sonia Mograbi, assinou a resolução 946, que institui a aprovação automática dos alunos da rede. Novamente, a prefeitura do Rio passa por cima de milhares de pais, alunos, professores e funcionários para implementar uma política educacional que vai mexer com todos. Tudo isso sem a menor discussão - o nome disso é autoritarismo!

Os pais e alunos da rede municipal sabem que as escolas estão caindo aos pedaços, com uma enorme carência de profissionais, que, por sua vez, recebem salários baixíssimos.

Para melhorar os índices de aprovação do município, a prefeitura criou a resolução, que aprova automaticamente todos os alunos matriculados na rede.

Com essa resolução, além de ferir toda a legislação que versa sobre educação, em todos os âmbitos, a prefeitura pretende avaliar os alunos em cima de uma realidade que não existe. As escolas do município do Rio não têm pessoal suficiente para o atendimento individualizado.

Esse é o retrato da Educação Pública no Município do Rio de Janeiro e, diante deste quadro, é urgente a apresentação de uma política de reestruturação das escolas e melhoria das condições pedagógicas e de trabalho por parte da prefeitura. É necessário responsabilidade e compromisso na proposição das políticas para que os resultados não sejam apenas mera produção de estatísticas.

É necessário, também, que os investimentos da educação sejam respeitados, ao contrario do que acontece agora, quando os jogos Panamericanos já receberam mais de R$ 3 bilhões. Só com o estádio do Engenhão a prefeitura já gastou R$ 320 milhões. Compare com o que foi gasto na educação em 2004 e 2005: R$ 145 milhões.

A prefeitura há anos vem arrochando os nossos salários; e, ainda por cima, não investe o que a Lei determina no setor educacional. Assim, pedimos aos pais e alunos que não aceitem essa resolução. Esta semana serão realizados os conselhos de classe nas escolas já sob o tacão da aprovação automática - é um bom momento para que a comunidade diga NÃO à resolução autoritária.

Nota da Redação: no próximo dia 23 de maio, às 10 horas, haverá uma manifestação dos professores da rede municipal em frente à Prefeitura do Rio de Janeiro. Às 14 horas do mesmo dia haverá uma Assembléia da categoria na ABI, 9º andar, para discutir uma possível greve em face da imposição da aprovação automática e da reivindicação de aumento salarial de 30% para os professores.


Clique aqui para assinar nosso jornal impresso


Este site é melhor visualizado na resolução de 800 x 600 pixels.
© 2004 Fazendo Media - por Kzal Design